Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

(cont. Livro) DE PARIS,COM AMOR





2ª parte: "De Paris,com amor" do escritor Lino de Bergaria:



Meu caro Paulo Sérgio,

  Gostei demais do postal. Paris deve ser mesmo uma cidade linda. Esta ponte sobre o rio Sena é fantastica,romantica à beça. Será que você também é um cara romantico ou este era o único postal disponivel? Não acredito muito no acaso e gosto de decifrar o simbolismo das coisas. Então,acho que você queria me dizer algo quando me enviou a fotografia de uma ponte. E  responder meus bilhetes e minhas cartas é bem isso: criar uma ponte entre a gente!
   E já que sua curiosidade começa a se manifestas,tenho o maior prazer em satisfazê-la. Vamos lá? Primeiro,digo e repito que não quero fazer você de bobo. Nunca!  Eu sou uma só. Não existe curtição de grupo de garotas para cima de você,não. Pode ficar sossegado. Certas pessoas é um modo de expressão,assim como certas coisas. Na verdade,são dois modos de dizer "eu".
   Segundo,minhas cartas eram lilases,mas esta é violeta. Mudei a cor do papel para que você distinga bem uma nuance da outra. Lilás,violeta,gerânio Desta vez mando uma violeta inteira. mas,calma,eu não a matei,apenas recolhi a flor que já tinha caído. Ela é tão diferente da cor deste papel. É uma violeta branca! Mas eu não  estou querendo confundir você,Paulo Sérgio.
    Juro que nunca mais vou chamar você de Paulinho,já que não gosta. Talvez,à primeira vista,Paulo e Sérgio juntos não combinam. Mas eu gosto porque é o seu nome! Sérgio,Paulo,Paulo Sérgio,me diga,o que a gente poderia estar fazendo sobre esta ponte,lá em Paris?
  Será que você é capaz de sonhar como eu?

M


Prezada M,


Se a gente estivesse  naquela ponte,estaria com certeza atravessando para o outro lado do Sena. Dá para uma ilha, onde existe uma igreja muito velha e famosa. O seu nome é "Notre-Dame",que quer dizer Nossa Senhora. E sabe quem andou por la? Um certo corcunda,chamado Quasímodo.

   Não sei como é que seria a letra de Quasímodo,nem sei se costumava escrever ou sabia ler. Presada M,cara M, este sei novo nome é só uma letra,ou quer dizer "Mulher sem rosto", outra vez? Sabe que a gente ia fazer o maior sucesso atravessando o  "Petit Pont",que quer dizer ponte pequena? Imagine Quasímodo,com sua corcunda,acompanhado de uma mulher sem face. Ela tem corpo,tem roupas,tem cabelos. Mas a cara é vazia,um buraco cheio de ar. E ainda tem o hábito de despetalas violetas e gerânios e ir jogando na corrente do rio as pétalas das pobres flores,
   Dentro de um postal,em um lugar aonde eu nunca fui,com alguém que não tem coragem de  dizer quem é, eu só posso imaginar absurdos. Ou você acha que eu deveria estar vestido de turista,fotografando seu sorriso,seus olhos,seu rosto,tendo ao fundo as cores acinzentadas de Paris?


Paulo Sérgio

Não leu a 1ª? Clique aquí!

Nenhum comentário:

Postar um comentário